5 indicações de livros para quem quer seguir a carreira de artista

A carreira de artista, assim como qualquer outra carreira, é construída a partir de muito estudo, leitura e teoria. Para quem está pensando em arriscar na área, é recomendado constituir a sua experiência com embasamento teórico. Mas como isso seria possível? Bem, através da leitura! Veja a seguir 5 indicações de livros para quem quer seguir a carreira de artista:

1. Leviatã – Paul Auster

O Leviatã de Paul Auster é um romance de tirar o folego e vem inspirando os artistas desde a sua publicação. O escrito americano Paul se baseou na artista francesa Sophie Calle para ciar uma personagem singular e cheia de mistérios.

No livro, o escritor traz referências das obras de Calle, nas quais é possível identificar rituais peculiares, perseguições e viagens estranhas.

Em si, o romance já possui um poder avassalador, mas por trazer referências da arte de Calle entre as décadas de 80 e 90 é a chave para a obra.

2. Histórias Reais, de Sophie Calle

E já que mencionamos Sophie Calle, por que não falar da incrível obra de Histórias Reais? A artista é uma daquelas criadoras que expandem seu potencial para diversos caminhos da arte.

A escrita de Calle é bem característica, possuindo menções na primeira pessoa e relatando fatos que nos fazem questionar o real e a ficção.

A leitura do livro é recomendada para muitas pessoas diferentes, mas principalmente para quem é um amante da arte, já que traz uma mistura de diversas sensações.

3. A Realidade do Artista, de Mark Rothko

Mark Rothko é um outro artista, o qual chamamos de “completo”, pois além de ser um pintor incrível do século XX, ele trouxe para nós a obra A Realidade do Artista.

Na verdade , o livro nunca chegou a ser realmente publicado, mas foi encontrado como um manuscrito guardado em um galpão por muito tempo.

Acredita-se que Rothko escreveu a obra em torno de 1940 e traz um relato de beleza e desafios impostos para o artista na sociedade da época.

4. História da Feiura, de Umberto Eco

Diferente do muitas pessoas pensam sobre as obras que se complementam de Umberto Eco, elas não se tratam de relatos históricos da arte. Na realidade, a obra apresenta uma evolução da arte no sentido de criar o conceito de belo e feio.

A História da Feiura sobre vivo como uma obra atemporal, apesar de possuir uma linguagem rebuscada. Todo artista precisar desfrutar dessa leitura!

5. Louise Bourgeois e modos feministas de criar, de Gabriela Barzaghi De Laurentiis

Por último, mas não menos importante para o mundo da arte, temos o uma obra interessante denominada Louise Bourgeois e modos feministas de criar.

Escrito pela autora e pesquisadora Gabriela Barzaghi De Laurentiis, o livro aborda temos bem impactantes, tais como a sexualidade e a maternidade.